Cheios do Espírito Santo – Paulo Junior


“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;” (Efésios 5:18-18)
Acredito que o movimento carismático (principalmente o contemporâneo), deturpou por completo a doutrina do Espírito Santo. Ser cheio do Espírito Santo em nosso século é sinal de falar em línguas estranhas, cair no chão, rolar pra lá e pra cá, engatinhar no chão, imitar leão e acredite se quiser, até latir e uivar como um cão!
Seria esse o ensinamento neotestamentário sobre ser cheio do Espírito Santo? Seria essa a evidência bíblica de ser cheio do Espírito Santo: profecias estapafúrdias, revelações insanas e unções malucas como a unção do riso?
Não! Absolutamente não!
Na verdade, ser cheio do Espírito Santo é mais simples que imaginamos. É só seguirmos a continuação do capitulo cinco de Efésios, para sabermos o que é ser cheio do Espírito Santo e quais seus efeitos.
Vs. 19 – Paulo ensina que o Espírito Santo nos leva adorar e louvar o nome do Senhor “Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração”.
Vs. 20 – Uma pessoa cheia do Espírito Santo é grata a Deus e expõe isso em forma de adoração. “Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo”.
Vs. 21 – Ele (o Espírito Santo), nos dá capacidade para conviver em comunidade e unidade, sujeitando-se uns aos outros no temor de Deus. “Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus”.
Vs. 23 – Esse verso ensina que os efeitos de ser cheio do Espírito Santo, na vida de uma mulher casada, a faz submissa ao seu marido. “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor”.
 
Vs. 25 – Já este texto ensina que um homem cheio do Espírito Santo ama a sua esposa incondicionalmente e sacrificialmente. “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela”.
Essas são as verdadeiras evidências de um crente cheio do Espírito Santo: é se parecer mais com o nosso Senhor e Salvador! É crescer no amor a Deus e ao próximo; é elevar nossa santificação; é ter um apreço especial pela santa Palavra de Deus; é nutrir uma vida  profunda de oração. Por fim, é ter domínio próprio e não entrar em um frenesi perdendo a consciência, fazendo coisas absurdas.
Que Deus te conceda ser cheio do Espirito Santo, todavia segundo a Bíblia ensina. Busque ser cheio como nos recomenda Paulo: “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espirito Santo”.
Em Cristo,
 Paulo Junior
Rafael Willison

Rafael Willison

É casado com a contadora Thais e pai da Luísa, é formado em Tecnologia da informação pela Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica e em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade Estácio de Sá, é especialista em infraestrutura e segurança de redes de computadores e apaixonado por Cristo, teologia e livros.

Conteúdos Relacionados