10 LIÇÕES QUE APRENDI COM A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

 

1. Somos seres contingentes. A vida humana é muito frágil.
2. O abraço e o contato humano são muito importantes nas relações cotidianas.
3. Nunca despreze as coisas pequenas. O Coronavírus é um microorganismo que mede apenas cerca de 125 nanômetros (é 32 vezes menor do que o diâmetro da seda de uma teia de aranha), mas, apesar disso, causou um verdadeiro estrago no mundo todo.
4. A saúde e a economia são igualmente importantes, assim como o são as duas asas de um pássaro. 
5. Nem tudo na vida acontece da forma como planejamos. A pandemia forçou-nos a reorganizar a vida e a adaptá-la a uma nova realidade.
6. Somos totalmente dependentes da tecnologia.
7. Não nos encontramos numa posição vantajosa que nos possibilite explicar porque Deus enviou ou permitiu essa pandemia. Entretanto, Ele tem as Suas boas razões.
8. O confinamento domiciliar forçado mostrou-nos que a liberdade, expressa pelo direito de ir e vir, é um bem valiosíssimo.
9. O sofrimento e a dor alheia causados por essa pandemia (representados, sobretudo, pela perda de vidas e empregos), oportunizaram as demonstrações de verdadeira solidariedade.
10. Em momentos tão incertos como este, a coisa certa a ser feita é confiar em Deus e em Sua Palavra, pois somente Ele pode nos proteger e nos abençoar e, especialmente, nos salvar.

Por Carlos Augusto Vailatti

Rafael Willison

Rafael Willison

É casado com a contadora Thais e pai da Luísa, é formado em Tecnologia da informação pela Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica e em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade Estácio de Sá, é especialista em infraestrutura e segurança de redes de computadores e apaixonado por Cristo, teologia e livros.

Conteúdos Relacionados